Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

querotrazerapoesiaparaarua

querotrazerapoesiaparaarua

Gostava De Acreditar Na Mudança

Gostava de acreditar na mudança
Na força das vozes
No eco das palavras
Na determinação das massas
Em dar corpo
A um novo rumo

E mesmo assim, vacilo
Em intervalos de entusiasmo
E receio do mesmo

Tenho medo, que manobrem o meu povo
Com Mesuras de ilusionista
A fazer crer aos cidadãos revoltados
Que o pão lhes será restituído
Na forma de números cifrados
Previamente preparados para apresentar
Depois da ira da nação

Será, que continuamos a ser
Marionetas bem articuladas
Nas mãos dos todo-poderosos de argúcia
Que se entretêm a aplaudir os nossos passinhos
Por eles medidos e calculados

Será, que nos vão vencer de novo
Ao fazer-nos pensar que algo foi conquistado
Para desenovelarem, tranquilos
Novos roubos camuflados
Garras frescas nas nossas gargantas crédulas

Não. Não pode ser
Eu quero crer no rosto de Portugal
Triste
Exausto de escravidão
Mas de olhos abertos, lúcidos
Demasiado despertos
Para se deixarem enganar mais uma vez

17-09-2012
Ana Wiesenberger (in Portugal, Meu Amor)

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Corredores, 2015

Portugal, Meu Amor, 2014

Idades, 2012

Dias Incompletos, 2011

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D