Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

querotrazerapoesiaparaarua

querotrazerapoesiaparaarua

O Vazio Prolonga As Horas

Arthur Rackham
O vazio prolonga as horas
Estica os minutos em não-ser
Não-estar, não-ver, não-sentir

Se ao menos, ao acender uma vela
Comunicasse a vontade de luz
Orientação numa escuridão medonha
Que me atormenta
Incompreensível para um ser da noite

O que paira sobre mim é a dor
Os dentes aguçados do que não quero
Assumir ou compreender

Sempre quis inventar caminhos
Sempre fiz trilhos, vias abertas
E agora pareço um morcego embriagado
De estranheza
A embater nas esquinas dos muros
Esquecido de um radar ancestral
Que lhe daria a paz dos percursos
Conhecidos, apetecidos

Amanhã permanecerá ainda
O grito contido, estrangulado
Desabituado de habitar a garganta

Ana Wiesenberger
19-08-2014

Imagem - Arthur Rackham

Fazem-me Falta As Vossas Vozes Poéticas

Victor Nizovtsev
Fazem-me falta as vossas vozes poéticas
O Eco das palavras debitadas
A formar círculos dentro de nós
Como se fôssemos lago e os poemas
Pedrinhas traquinas lançadas
Pela inocência em busca de sentido

Fazem-me falta os momentos de inquietude
Os nossos nomes que alguém diz ao microfone
Para nos chamar a uma ribalta
Só concebida nos nossos sonhos-águia
Porque na realidade é só um cantinho do bar
Onde a esperança de sermos ouvidos e compreendidos
Nos dá força para elevarmos os nossos registos
Numa oração partilhada

Fazem-me falta os minutos ansiosos
Antes da chegada aos locais
Os do regresso, também, em que satisfeitos
A alma respira uma harmonia benfazeja
Por entre o cansaço dos músculos
Que os nervos vergaram para dar corpo
À mensagem, ao mistério do verbo sempre renovado
Sempre reconstruído e singular
Para servir a convulsão dos sentimentos
A balbúrdia dos caminhos
A bússola das horas vividas intercaladas
Com o fio onírico do tempo subjectivo
Que nos sustém

Ana Wiesenberger
20-08-2014

Imagem - Victor Nizovtsev

Vizinhas

René Magritte
Vizinhas

Há dias em que se ouvem gritos
E portas a bater na casa da esquina
Há dias em que se ouvem gritos
E portas a bater na casa ao lado

Cada uma delas respeita a vez
E não se põe à janela ou no jardim
Para escutar melhor a ira da outra

Em vez disso, compreendem-se
Em períodos de tréguas mútuas
Quando se vêem, acenam-se
Com sorrisos cúmplices
Do alto dos seus casamentos
Sólidos, pequeno-burgueses
E sabem que um dia
Os netos de uma e outra
Saltitarão felizes nos relvados anexos
E os avôs partilharão segredos de sucesso
Para o churrasco de Verão
Num convívio de amigos

Ana Wiesenberger
29-07-2014

Imagem- René Magritte

No Bosque Onde As Árvores Altas

By Mukul Soman (National Geographic)
No bosque onde as árvores altas
Me fazem esquecer os muros da cidade
Diluo o meu medo dos dias
E encho o peito de cheiros melodiosos
Feitos de resina e verde de vida

Detenho os olhos na imensidão de pinhas
Espalhadas pelo solo - tão pequeninas
E sinto a saudade das irmãs delas
Que, agora, me parecem enormes
Expoentes do sul da Europa
Marcas do país que trago comigo

A dor explode, mas não permanece
Um bailado de borboletas enleva-me
Em oração - um sentimento de gratidão
Profunda
Pelo ar que respiro
Pela centelha de energia que habita em mim
Pela beleza da natureza que me envolve
Pelo mistério do tempo que as horas encerram
E tal como as marés
Levam e trazem significados
Que só as mentes abertas
Conseguem descodificar - sentir

E depois, já mais leve
Dirijo os meus passos para casa
A entreter no coração desejos de liberdade
Fecho os olhos por um minuto
E já não sou mulher
O lobo que me sustém afasta-se, gracioso
E une-se à paisagem

Ana Wiesenberger
09-08-2014

Imagem - Mukul Soman (National Geographic)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Corredores, 2015

Portugal, Meu Amor, 2014

Idades, 2012

Dias Incompletos, 2011

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D