Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

querotrazerapoesiaparaarua

querotrazerapoesiaparaarua

No Bosque Onde As Árvores Altas

By Mukul Soman (National Geographic)

No bosque onde as árvores altas
Me fazem esquecer os muros da cidade
Diluo o meu medo dos dias
E encho o peito de cheiros melodiosos
Feitos de resina e verde de vida

Detenho os olhos na imensidão de pinhas
Espalhadas pelo solo - tão pequeninas
E sinto a saudade das irmãs delas
Que, agora, me parecem enormes
Expoentes do sul da Europa
Marcas do país que trago comigo

A dor explode, mas não permanece
Um bailado de borboletas enleva-me
Em oração - um sentimento de gratidão
Profunda
Pelo ar que respiro
Pela centelha de energia que habita em mim
Pela beleza da natureza que me envolve
Pelo mistério do tempo que as horas encerram
E tal como as marés
Levam e trazem significados
Que só as mentes abertas
Conseguem descodificar - sentir

E depois, já mais leve
Dirijo os meus passos para casa
A entreter no coração desejos de liberdade
Fecho os olhos por um minuto
E já não sou mulher
O lobo que me sustém afasta-se, gracioso
E une-se à paisagem

Ana Wiesenberger
09-08-2014

Imagem - Mukul Soman (National Geographic)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Corredores, 2015

Portugal, Meu Amor, 2014

Idades, 2012

Dias Incompletos, 2011

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D