Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

querotrazerapoesiaparaarua

querotrazerapoesiaparaarua

Há pessoas barco

Morgan Russell 3

Há pessoas barco

Pessoas cesto

Pessoas quadro

Pessoas movimento

Inacção

Fuga ou permanência

 

Pessoas faca

Pessoas garfo

Pessoas sombra

E pessoas muro

 

Numas partimos

Noutras perdemo-nos

Somos engolidos

Num momento de loucura

Ou desatenção fatal

 

Ser

Não ser

Ser ainda

Querer ser

Não conseguir ser

 

Estátua

Meteorito

Pêndulo

Remoinho de luz

Farpa na escuridão

 

 

Ana Wiesenberger

24-04-2018

 

Imagem – Morgan Russell

 

 

1º de Maio

Haymarket

 

1º de Maio

 

Há dias que são apenas números

A hora que o despertador marcava

Quando despertámos

A identificação do autocarro

Que nos leva para o emprego

A data que escrevemos no quadro

Antes de dar início a mais uma aula

 

Há dias que nos medem a existência

E nos recordam o tempo que passou

A data de Aniversário, a Passagem do Ano

O Natal, a Páscoa, até mesmo o Carnaval

Com ou sem folia

 

Há dias historicamente comemorativos

Mas lamentavelmente isentos de significado

Na nossa memória infiel

Ou na falta de interesse e conhecimento

Com que sulcamos a vida

 

Há outros que se erguem em nós

Com um frémito de orgulho e entusiasmo

Que nem a desilusão dos outros que depois vieram

Consegue remetê-los ao esquecimento

 

E há dias que deviam permanecer em nós

Com o peso da luta e da resistência

Da afirmação da coragem

Da barreira do medo superada

E muitas vezes chacinada atrás das grades

Ou derramada em sangue pelas ruas

 

O 1º de Maio de 1886 em Chicago

Levou à praça a exigência das oito horas laborais

Que hoje damos como garantidas

Houve feridos, houve mortes, prisões

Mas não desistência nem conformismo

E por isso, desde 1889 que o 1º de Maio

Foi consagrado Dia do Trabalhador

 

Em Portugal houve sempre vozes

Que se atreveram a gritar a força deste dia

Sob os cassetetes do regime fascista

E o risco da prisão, da tortura e do degredo

Hoje podemos reivindicar

Vivemos em democracia

Triste é constatar, que muitos gostam de falar

Mas não têm empenho, nem vontade para lutar

Pelo muito que ainda há a conquistar

 

Ana Wiesenberger

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Corredores, 2015

Portugal, Meu Amor, 2014

Idades, 2012

Dias Incompletos, 2011

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D