Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

querotrazerapoesiaparaarua

querotrazerapoesiaparaarua

São As Pequenas Coisas

Ray Caesar - Consort

São as pequenas coisas
Os gestos simples
Que nos nutrem a alma

A frescura da água
No nosso rosto pela manhã
O conforto do roupão depois do duche
O cheiro do café a inundar a casa
A anunciar o início de mais um dia

São os sorrisos dos colegas, dos amigos
Um bom-dia afectuoso que ouvimos
Um comentário que nos faz sentir pertença
Uma pergunta íntima e não retórica
A inquirir, se estamos bem

O sabor dos alimentos à hora da refeição
O quente e o frio a espalhar sensações
Na nossa boca, no nosso corpo
A sede que se mitiga com a facilidade
De um copo diante de nós
A algazarra da família em redor da mesa
As vozes díspares e contudo, unas
De quem respira um quotidiano partilhado
De anseios e preocupações
De encontros e desencontros
Lá fora, do lado de lá da porta

E a paz do recolhimento ao cair da noite
Ao fecho de mais uma jornada
As boas-noites, os bons sonhos
Que mutuamente se desejam
A tranquilidade das pálpebras que descem
Rendidas à melodia do sono

Ana Wiesenberger
23-10-2014

Imagem - Ray Caesar

 

Há Alturas Em Que Temos de Parar de Ser

Joseph-Désiré Court
Há alturas em que temos de parar de ser
Para sentir
Arrumar o corpo num sítio, aquietá-lo
Imobilizá-lo e permitir que o olfacto
E a visão suturem o vazio instalado

Suspender a inquietude da afirmação do ego
Atar a leveza da borboleta a uma pedra
E esperar pela profundidade do musgo
Dos nossos pensamentos mais íntimos
Sempre ocultos nos passos desaustinados
De um quotidiano febril em que se faz
O que tem de ser feito
Em que se olvida o querer
A voz subterrânea cada dia mais amordaçada
Sufocada pela realidade invasiva
A anular o que há de singular em nós

De tantas pontes construirmos
Para chegarmos aos outros
Esquecemo-nos da necessidade de olharmos
Para dentro e lermos a nossa verdade
Que pode não ser admirável, qual obra de arte
Mas é a nossa raiz, a nossa marca
Que nos distingue dos outros
A nossa respiração

Ana Wiesenberger
27-08-2014

Imagem - Joseph-Désiré Court

Ela Disse, Que Ele Disse

Magritte
Ela disse, que ele disse
Que a amava
Que dela cuidava
Carinho, flores
Olhos nos olhos
Braços noutros braços
Entrelaçados
Nós de emoção
Ou apenas paixão

Ele disse, que ela disse
Que nele não confiava
Que ele lhe mentia
Que era o que não era
E também o que parecia
Querer ser

Ela exigiu palavras, desculpas
Verdades absolutas
De que aparentemente carecia
Pontas soltas dos laços do absurdo
Que ao longo do dia se desenrolavam
Por entre os demais

Ele disse, que ela perdera o fio débil
Da racionalidade ainda sustentada
Por dentro da unidade psiquiátrica
Que ambos cingia

Ela disse, que ele alucinava e vacilava
Entre esgares de desprezo
E SMS com promessas de amor íntegro

E os outros passaram a segui-los com o olhar
Num entusiasmo de quem finalmente
É parte de um elenco
Num enredo propício a muitos episódios
Com a satisfação de quem descobre
Uma série de sucesso
Um carrossel interminável de altos e baixos
Como as vidas cheias do ecrã
Capazes de os fazer olvidar
O cinzento pardacento dos próprios dias

Ana Wiesenberger

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Corredores, 2015

Portugal, Meu Amor, 2014

Idades, 2012

Dias Incompletos, 2011

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D